segunda-feira, 5 de outubro de 2015

AMBIGUIDADE! - Dinah Ribeiro de Amorim




AMBIGUIDADE!
Dinah Ribeiro de Amorim

  Maria era casada com João, um homem apaixonado, mas muito ciumento.

  Para distrai-la de seus problemas, constantes interrogatórios, a mãe, aflita, resolveu  presenteá-la com cachorrinha, da raça poodle.

  João mal repara no presente, achando bom que a mulher se divirta dentro de casa. Nem pergunta se é macho ou fêmea!

  Maria, agradecida, dedicava-se totalmente ao animal, levando-o constantemente a banhos, vacinas, etc...  Substituiu com isso, o filho que não tiveram e os ciúmes do marido. É a alegria da casa.

  Um dia, Pituca, amanheceu meio quieta, enjoada, sem a atividade costumeira.

  Assim que o marido saiu para o trabalho, sem dizer nada, Maria   levou-a ao veterinário da esquina. Após um breve exame, pede-lhe para deixar Pituca o dia todo. Queria melhor diagnóstico. Avisaria o momento de buscá-la.

  Maria deixou o telefone e o endereço de casa, para qualquer emergência. Ficou, realmente, preocupada.

  Dr. Paulo, observando bem, viu que seu problema era indigestão. Deu-lhe um remedinho que resolveu a questão. Telefonou para Maria, mas justamente naquele dia, o telefone não funcionou. Escreveu, então, um bilhete, mandando-o à sua casa, com os dizeres: “Dª. Maria, sua cadela,  já resolvi o problema! Pode vir às três horas. Dei-lhe bom trato e garanto sua melhora por muito tempo”!

  João, que havia chegado do trabalho mais cedo, recebe o bilhete do veterinário. Trêmulo e pálido, tem um desmaio!

  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Em desalinho - Ana Catarina Sant’Anna Maues

Em desalinho Ana Catarina Sant’Anna Maues    Cheio de segredos ele vivia. Era homem de ações nada claras. Pessoa fria e calcul...